Conheça a ti mesmo

O autoconhecimento consiste num passo essencial quando temos a intenção de moldar os nossos próprios destinos, que requer muitas perguntas e reflexão. é preciso conhecer a própria essência e ter domínio de si mesmo, conseguindo dominar pensamentos, desejos  e esperanças.sendo assim isso é uma realização e não algo dado ao sujeito.

Uma pessoa consciente de si mesma e de seus pensamentos consegue identificar suas forças e fraquezas podendo assim trabalhar com foco para se desenvolver diariamente.

Tendo ciência de seus hábitos e pensamentos é possível identifica-los como bom ou ruim podendo trabalha-los para que sejam mais ou menos frequentes e poderosos.

A partir disso o autoconhecimento permite que o individuo consiga melhorar suas respostas comportamentais e tomadas de decisão, e toda essa transformação começa dentro da mente refletindo para o exterior mudando positivamente a forma como uma pessoa percebe o mundo e reage a diferentes situações. O filósofo alemão Emanuel Kant afirmou: “O exterior é um reflexo do interior”

Filósofos como Platão, Spinoza e Freud fazem parte de uma tradição que vê o autoconhecimento como uma conquista ou realização que traz saúde e liberdade. Esse projeto ético tem suas raízes no dito do oráculo de Delfos que tanto influenciou Sócrates: Conhece a ti mesmo. 

O autoconhecimento te permite tomar sua vida em suas mãos. “Quando nos conhecemos, assumimos a responsabilidade por nossas atitudes, sem esquecer de reconhecer o mérito de nossos esforços”Libertando o individuo da condição de vitima e responsabilizando -o pela construção de sua vida  a pessoa passa  enxergar os desafios como aprendizado  fazendo- o  sair do papel de expectador  para o de protagonista.

“Para Viver em Plenitude” é preciso se autoconhecer  para poder viver em plenitude libertando-se de rótulos e algemas criadas pela sociedade, sem medo de se abrir a novas experiencias para assim, quebrar padrões de comportamento destrutivos e elaborar novas formas vantajosas de viver a vida.

O ser humano muda a cada dia, e diante de tantas metamorfoses, podemos nos sentir distantes de quem somos. mas nenhuma mudança é tão extrema ao ponto de alterar nossa essência.

“Podemos adotar novos pensamentos e comportamentos de acordo com as experiência que temos, mas a parte principal de nossa identidade permanece intacta”.

Uma das melhores formas de começar o autoconhecimento é a  meditação, questionamentos filosóficos e até mesmo conversar sozinho ou com os amigos, é muito importante si perguntar:

Quem eu sou?
O que eu desejo?
Quais são os meus objetivos a curto e longo prazo?
Como eu reajo diante de circunstâncias que me desagradam?
Como reajo diante de sentimentos como a raiva e frustração? De modo agressivo ou pacífico?
Consigo controlar minhas emoções diante de situações que contrariam meus desejos?
O que me faz bem e quero manter?
O que me causa mal-estar e quero eliminar?

Essa conversa interior é muito importante para sabermos si estamos bem na atual situação em que nos encontramos.

E você como si sente? você acha que algo precisa ser mudado em sua maneira de viver?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *